Porque Falha Portugal?

Porque Falha Portugal?

Os governantes que se servem da política, a porta giratória de interesses conflituantes e a banalização da mentira
7,50€ 16,50€
-55%

Ler Mais

Sinopse

Três pedidos de assistência financeira internacional em apenas 40 anos de democracia, incumprimento sistemático das regras de contenção do défice orçamental e da dívida pública, casos sucessivos de corrupção nas mais altas esferas política e económica, ascensão recorrente de ex-governantes no meio empresarial... «Porque Falha Portugal?» é a questão que se impõe. Os factores culturais e geográficos são condicionantes mas não determinam, em última análise, o sucesso ou o fracasso socioeconómico de uma nação. O problema essencial está no mau funcionamento das instituições políticas e económicas. O jornalista Gustavo Sampaio procura diagnosticar os principais sintomas do problema, desde logo a captura do poder político pelo poder económico e a imposição do denominado capitalismo de compadrio. De onde vieram e para onde foram logo a seguir, ao nível profissional, os governantes portugueses desde 1976, beneficiando ou não dos efeitos de trampolim profissional, porta giratória e/ou benefício directo. Revelam-se neste livro 233 casos concretos de um fenómeno sistemático, incluindo a mais recente vaga de recrutamento de ex-governantes. Mérito e competência ou pagamento de favores, movimentação de influências e partilha de informação privilegiada? Mais: a tradição do clientelismo partidário na atribuição de altos cargos directivos; a proliferação de condecorações a políticos e empresários ligados a casos de corrupção ou negócios ruinosos, sob uma lógica de autopromoção da casta; e a consagração da mentira como instrumento político, gerando repulsa nos cidadãos que se afastam cada vez mais das urnas de voto. As grandes causas da presente crise de credibilidade da classe política e, consequentemente, do regime democrático. Afinal, Porque Falha Portugal?

Detalhes

  • Título Original Porque Falha Portugal?
  • Categoria Não Ficção
  • Sub-categoria Actualidade/Sociedade/Política
  • ISBN 9789898818348
  • Nº de Páginas 328
  • Data de Lançamento 9/2016
  • Dimensões 234 x 155 x 22 mm
  • Formato Capa Mole
  • Peso 394g

Citações

  • «A proliferação de condecorações gera uma série de equívocos e injustiças relativas que não cessam de aumentar. E vão enfermando, num plano essencialmente simbólico, a credibilidade do regime democrático.»
  • «Em apenas seis meses, o novo governo do PS já colocou dezenas de militantes do partido em cargos dirigentes nos sectores da segurança social e do emprego. A história repete-se após cada mudança de ciclo político, formando um círculo vicioso de clientelismo partidário.»
  • «A responsabilidade dos meios de comunicação social é apenas uma das partes da equação. Outra parte consiste na vulnerabilidade do recetor da mensagem ao nível analítico, isto é, a tolerância ou até a aceitação acrítica da mentira.