Guerras Sujas

Guerras Sujas

O mundo é um campo de batalha

Ler Mais

Sinopse

<p align = justify><b>Através de um relato corajoso, Jeremy Scahill revela a verdadeira natureza das guerras sujas que o Governo dos Estados Unidos se esforça por ocultar.</b> Do Afeganistão ao lémen, à Somália e mais além, Scahill traz-nos um relato da linha da frente, numa investigação de alto risco que <b>explora as profundezas da máquina assassina global da América</b>. <BR><BR> Enquanto os líderes dos EUA arrastam o país, cada vez mais, para conflitos em todo o planeta, criando terreno fértil para uma enorme desestabilização e para a retaliação, não só os Americanos enfrentam um risco maior como a própria nação está a mudar. <BR><BR> Em <i><b>Guerras Sujas - O Mundo é Um Campo de Batalha</b></i>, <b>Jeremy Scahill</b> desmascara os guerreiros das trevas que travam estas guerras secretas. Dá também um rosto humano às baixas causadas por uma violência pela qual ninguém se responsabiliza, e que é, hoje, a política oficial: vítimas de ataques noturnos, prisões secretas, ataques com mísseis de cruzeiro e drones, e grupos inteiros de pessoas consideradas "suspeitas de extremismo".

Detalhes

  • Título Original Dirty Wars
  • Categoria Não Ficção
  • Sub-categoria Actualidade/Sociedade/Política
  • ISBN 9789897540967
  • Nº de Páginas 800
  • Data de Lançamento 10/2015
  • Dimensões 235 x 155 x 40 mm
  • Formato Capa Mole
  • Peso 1090g

Críticas

  • «Não há jornalismo na América que tenha revelado a verdade sobre o militarismo do Governo americano com mais coragem, perseverança e valor do que Jeremy Dcahill. Guerras Sujas é altamente cativante e dramático e tem uma importância inigualável.» The Guardian
  • «Glosemos George Orwell: todas as guerras são sujas, mas há umas mais sujas que outras. Falamos, naturalmente, das guerras de carácter subversivo e contrassubversivo. A mais recente, longa e global, é aqui posta a nu por Jeremy Scahill. Um livro fundamental para perceber, de uma forma crítica, como tem vindo a ser desencadeada a guerra contra o terrorismo jihadista desde os ataques do 11 de Setembro até ao segundo mandato da Administração Obama.» Felipe Pathé Duarte
  • «Um exame corajoso e exaustivo de forma como várias campanhas recheadas de crimes, encobrimentos e assassínios se tornaram a principal estratégia dos Estados Unidos para combater o terrorismo.» The New Yorker
  • «Uma obra fantástica de jornalismo de investigação»Noam Chomsky
  • «Com Scahill, mesmo nos mementos de maior frustração, os factos sobrepõem-se à opinião, acrescentando bravura e devastação aos seus retratos brutais.»Publishers Weekly