O Livro Negro

O Livro Negro

17,91€ 19,90€
-10%

Ler Mais

Sinopse

O Livro Negro foi distinguido com o prestigiado Man Booker Prize em 2012, tornando Hilary Mantel o primeiro autor britânico e a primeira mulher a receber por duas vezes este importante prémio literário.

Em 1535, Thomas Cromwell é o primeiro-ministro de Henry VIII. A situação favorável em que se encontra coincide com a ascensão de Ann Boleyn, a nova mulher do rei. Mas como Anne não consegue dar um herdeiro ao rei, Cromwell acaba por assistir, vigilante, ao enamoramento de Henry por Jane Seymour. Thomas Cromwell tem de encontrar uma solução que satisfaça o rei, mas que também proteja a nação e ao mesmo tempo assegure a sua carreira. Mas nem ele nem o rei sairão incólumes da encenação sangrenta que marca os últimos dias de Anne Boleyn.

Um estrondoso feito literário, O Livro Negro narra a história de um dos mais terríveis acontecimentos da História, contada por uma das grandes romancistas do nosso tempo.

Detalhes

  • Título Original Bring up the bodies (Thomas Cromwell trilogy book 2)
  • Categoria Ficção
  • Sub-categoria Romance Histórico
  • Série Trilogia Wolf Hall
  • ISBN 9789722365741
  • Nº de Páginas 436
  • Data de Lançamento 9/2020
  • Dimensões 150 x 230 x 35 mm
  • Formato Capa Mole
  • Peso 467g

Críticas

  • «Uma história arrebatadora de fúria e terror»Independent on Sunday
  • «A mais brilhante escritora inglesa.»Guardian
  • «Um excelente romance sobre paixões sombrias e inconfessáveis, tanto públicas como privadas. Um história verdadeiramente extraordinária.»Financial Times
  • «Uma obra ímpar. Este romance que dá continuidade à história sobre Thomas Cromwell, braço direito de Henry VIIII, é o melhor livro de ficção histórica que alguma vez li.»Sunday Telegraph
  • «…Quem diria que a História poderia ser tão sexy?»Vanity Fair
  • «A denominada trilogia Wolf Hall é uma obra notável que torna o passado distante mais próximo de nós transmitindo uma sensação única de imediatez e de imprevisibilidade.»People
  • «A melhor obra de ficção histórica da literatura contemporânea.»The Washington Post