O Ar que Ele Respira

O Ar que Ele Respira

14,31€ 15,90€
-10%

Ler Mais

Sinopse

COMO SUPERAR A DOR DE UMA PERDA IRREPARÁVEL?
PODE O AMOR SER MESMO A RESPOSTA PARA TUDO?

Elizabeth está a tentar seguir em frente. Depois da morte do marido e de ter passado um ano junto da mãe, decide voltar a casa e enfrentar as memórias do casamento feliz com Steven. A dor da perda ainda a consome, as lágrimas ainda insistem em cair, mas ela encontra em Emma, a filha de 5 anos, a força de que precisa para recomeçar.

Ao voltar à pequena cidade de Meadows Creek, Elizabeth chega à conclusão de que tudo, com exceção dela própria, continua igual: os mexericos, os velhos amigos, a estranha loja do Sr. Henson... Ou melhor, quase tudo. O seu novo vizinho, Tristan Cole, é o homem de quem todos falam, mas que todos evitam. Rude, solitário, sempre de olhar agressivo e triste, Tristan parece fugir do passado. Mas, com o tempo, Elizabeth descobre que, por detrás do ser intratável, há um homem que foi devastado pela morte das pessoas que mais amava. Ela tenta aproximar-se dele, mas Tristan faz de tudo para impedir que ela entre na sua vida. No seu coração despedaçado, não há espaço para um novo começo. Ou há?


ESTA É UMA HISTÓRIA SOBRE UM AMOR IMPROVÁVEL, QUE NASCE, CRESCE E - QUEM SABE? -
VENCE NOS CORAÇÕES MAIS SOFRIDOS.



Detalhes

  • Título Original The Air he breathes (The Element series book 1)
  • Categoria Jovem Adulto
  • Sub-categoria Romance Jovem Adulto
  • ISBN 9789722368780
  • Nº de Páginas 280
  • Data de Lançamento 3/2022
  • Dimensões 230 x 150 x 18 mm
  • Formato Capa Mole
  • Peso 324g

Citações

  • «Devíamos ter parado naquela noite. Devíamos ter percebido que era uma péssima ideia usarmo-nos para nos lembrarmos do Steven e da Jamie. Éramos como bombas-relógios, prestes a explodir. (...) Mas, quando estávamos juntos, doía menos. Quando estávamos juntos, o passado não parecia tão doloroso. Junto dela, nunca me senti, nem por um momento, sozinho.»
  • «Ele ficou ali, a respirar junto aos meus lábios. O ar que ele expirava confundia-se com o da minha inspiração, tornava-se a minha cura. Continuámos à chuva por mais alguns instantes, até que os meus passos nos levaram para o calor da casa.»
  • «O Tristan olhou para mim sem sequer pestanejar. Embora pudesse ter optado por falar, parecia que se divertia mais a deixar-me desconfortável e ansiosa. Era difícil olhar para ele. Parecia um homem devastado, mas cada uma das cicatrizes da sua existência atraía-me.

Opiniões

Baseado em 3 opiniões Partilhar Opinião