Sobreviventes

Sobreviventes

O Rock em Portugal na Era do Vinil
13,41€ 14,90€
-10%

Ler Mais

Sinopse

SOBREVIVENTES narra a história da cultura pop/rock em Portugal desde o pioneirismo de 1960 (Zeca do Rock, Daniel Bacelar, etc.), e consequente progresso ao longo das duas décadas seguintes (Sheiks, Quarteto 1111, Sérgio Godinho, Banda do Casaco, etc.), até à explosão de 80 e maturidade artística de início dos anos 1990 (Rui Veloso, UHF, GNR, António Variações, Xutos & Pontapés, etc.). Traça também necessários cruzamentos histórico-culturais, habitualmente esquecidos, entre a cultura pop/rock e importantes caminhos artísticos como o da Renovação da Canção Portuguesa (José Afonso, José Mário Branco, etc.), da música africana, ou da chamada «canção ligeira». Nesta obra, nem as aventuras de João Ricardo com os Secos e Molhados, no outro lado do Atlântico, são subestimadas. SOBREVIVENTES apresenta ainda uma narrativa paralela de constante confronto entre manifestações musicais, sociológicas e políticas de Portugal com contextos paralelos pelo mundo fora. Sheiks coabitam com Searchers e Beatles; José Afonso divide páginas com Seeger ou Dylan; Xutos e UHF partilham parágrafos com Sex Pistols ou Clash. SOBREVIVENTES, cujo título se inspira no primeiro álbum de Sérgio Godinho, é uma narrativa clara, cronológica, crítica e personalizada. Inclui prefácio de António Manuel Ribeiro e posfácio de António Avelar de Pinho, contando também com notáveis testemunhos exclusivos de protagonistas da história, como Daniel Bacelar, Sérgio Godinho, Carlos Mendes, ou Tóli César Machado.

Detalhes

  • Título Original Os Sobreviventes
  • Categoria Não Ficção
  • Sub-categoria Arte e Cultura
  • ISBN 9789897544187
  • Nº de Páginas 288
  • Data de Lançamento 10/2019
  • Dimensões 233 x 155 x 19 mm
  • Formato Capa Mole
  • Peso 373g

Críticas

  • «Uma maravilhosa enciclopédia sobre o pop/rock português. Como um garimpeiro, o Pedro foi à fonte e trouxe-nos o ouro da música.»António Manuel Ribeiro, prefácio Sobreviventes
  • «A mais completa abordagem histórica à música portuguesa popular sem fronteiras ou trincheiras, preconceito de classe ou manias ideológicas.»António Manuel Ribeiro, prefácio Sobreviventes