A Holandesa

A Holandesa

Em tempos de guerra somos capazes de tudo
8,50€ 15,90€
-47%

Ler Mais

Sinopse

Amesterdão, maio de 1943. Ao mesmo tempo que as túlipas florescem, os nazis intensificam a opressão à cidade ocupada e os últimos sinais da resistência holandesa vão sendo eliminados. Marijke de Graaf e o marido são detidos e deportados separadamente para campos de concentração na Alemanha. Em Buchenwald, Marijke é confrontada com uma escolha impiedosa: sujeitar-se aos cruéis trabalhos forçados impostos aos prisioneiros ou ? numa tentativa de sobrevivência ? tornar-se prostituta no bordel do campo.

Do outro lado do arame farpado, Karl Müller, oficial das SS, espera alcançar a glória militar que o seu pai acalenta. Porém, o encontro com Marijke muda radicalmente o seu destino.

Buenos Aires, 1977. Está-se em plena Guerra Suja, num cenário de repressão implacável sobre os dissidentes do regime que vigora então na Argentina. Luciano Wagner está detido numa cela, sem esperança de algum dia escapar ao cativeiro político.

Da Holanda à Alemanha, até à Argentina, A Holandesa é um romance soberbo que narra a história de três pessoas que partilham um segredo sombrio e que faz um relato impressionante de dois dos regimes mais violentos e repressivos da história moderna.

Um livro que fala de amor, da ténue linha entre o bem e o mal, e da resiliência de pessoas comuns para perseverarem e fazerem o impensável em circunstâncias insólitas.

Detalhes

  • Título Original The Dutch Wife
  • Categoria Ficção
  • Sub-categoria Romance Histórico
  • ISBN 9789722363969
  • Nº de Páginas 336
  • Data de Lançamento 6/2019
  • Dimensões 230 x 150 x 22 mm
  • Formato Capa Mole
  • Peso 380g

Customer Reviews

Based on 1 review
100%
(1)
0%
(0)
0%
(0)
0%
(0)
0%
(0)
T
Tita
Muito bom

Acompanhamos Marijke, em Amesterdão a 1943, onde juntamente com o marido, são detidos e levados para campos de concentração diferentes. Aí, Marijke é forçada a uma escolha para sobreviver e torna-se prostituta num bordel de um campo de concentração. Sim, leram bem, os nazis chegaram a criar bordeis dentro dos campos, como recompensa para alguns prisioneiros.
Foi uma verdadeira surpresa para mim, pois desconhecia tal facto.
Para além de Marijke, temos também a história narrada por Karl, um oficial nazi do campo onde Marijke "trabalha".
Paralelamente, saltamos para a Argentina em 1977 onde acompanhamos a detecção de Luciano Wagner e toda a tortura a que é sujeito. Desconhecia a Guerra Suja e fiquei muito sensibilizada com o relato.
Foi uma leitura muito intensa e algo angustiante, onde sofri com a Marijke e o Luciano. Mas também muito informativa pois deu-me a conhecer mais uma faceta da 2ª Guerra, como também a Guerra Suja da Argentina.
Adorei!