Utilizamos cookies para lhe oferecer um serviço melhor. Continue a navegar ou saiba mais.


Adicionar ao carrinho

27,90 €

Coleção: Diversos
Nº na Coleção: 31
Data 1ª Edição: 17/09/2015
Nº de Edição:
ISBN: 978-972-23-5630-5
Nº de Páginas: 736
Dimensões: 156x231mm

Opiniões em Blogues

Adicionar à lista
Adicionado à lista:
Visualizações: 2990
Presente em:
3 listas de favoritos

 

Partilhar:
.
Se Isto é Uma Mulher - Dentro de Ravensbrück - o campo de concentração nazi para mulheres
por Sarah Helm (Autor)

Numa manhã soalheira durante o mês de maio de 1939, um grupo de cerca de 800 mulheres foi conduzido em marcha forçada pelos bosques até um local a 90 quilómetros a norte de Berlim. Entre elas, podiam encontrar-se donas de casa, médicas, cantoras de ópera, prisioneiras políticas e prostitutas,

O seu destino era Ravensbrück, um campo de concentração concebido só para mulheres por Heinrich Himmler, o líder da SS e principal arquiteto do genocídio nazi. Por lá passaram até ao final da Segunda Guerra Mundial mais de 130 mil mulheres. Eram provenientes de mais de 20 países europeu e foram sujeitas a formas brutais de tortura e extermínio.

Durante décadas, a história de Ravensbrück permaneceu oculta atrás da Cortina de Ferro, e ainda hoje continua a ser pouco conhecida. Sarah Helm, num meticuloso trabalho de pesquisa e recolha de informação, até então perdida ou de difícil acesso, abre-nos finalmente as portas deste lugar sombrio. Mostra-nos testemunhos descobertos após a Guerra Fria e entrevistas com sobreviventes que nunca antes tinham partilhado a sua experiência.

Em Se Isto é Uma Mulher, a autora dá-nos a conhecer, além dos horrores mais impensáveis praticados pelo regime nazi, vários exemplos notáveis da incrível tenacidade do espírito humano.


Seja o primeiro a comentar este livro
Prémios
  • Melhor Livro de História de 2016 - Longman History Today
Citações
  • «Tão fascinante quanto os melhores thrillers... de leitura obrigatória.» | Daily Mail
  • «Imperdível… Ao chegarmos ao final deste livro poderoso, ficamos com a perfeita noção do poder da natureza humana, para o bem e para o mal.» | Independent on Sunday
  • «Usando informação a que não era possível aceder no tempo da Cortina de Ferro, Sarah Helm conseguiu realizar um notável feito de recuperação histórica. Este livro dá finalmente voz plena às mulheres de Ravensbrück, o único campo de concentração para mulheres.» | Anne Applebaum, autora de Gulag, vencedor do Prémio Pulitzer
  • «O livro de Sarah Helm destaca-se na recusa da autora em reduzir a estereótipos qualquer uma das suas personagens.» | Telegraph