Utilizamos cookies para lhe oferecer um serviço melhor. Continue a navegar ou saiba mais.


Adicionar ao carrinho

16,50 €

Editora: Manuscrito
Data 1ª Edição: 17/05/2018
Nº de Edição:
ISBN: 978-989-88-7150-3
Nº de Páginas: 296
Dimensões: 155x233mm
Adicionar à lista
Adicionado à lista:
Visualizações: 6175

 

Partilhar:
.
Não respire - Tudo começou cedo demais (e quando dei por isso era tarde)
por Pedro Rolo Duarte (Autor)

“Há palavras que se tornam estigmas, condenações, tabuletas na testa de quem subitamente é forçado a viver com elas. Mais de 30 anos de jornalismo, a conviver todos os dias com palavras e os seus significados, podem ainda assim deixar de fora esta ideia, na premissa de que as palavras são todas iguais, saem direitinhas no ecrã do computador, e mais perfeitas ainda na impressão do jornal, ou na paginação fria do tablet. Não são e essa foi a primeira surpresa que tive.

Um dia acordei com uma palavra mais na vida, e falei dela com os mais próximos como se fosse apenas uma palavra mais. Rapidamente a ilusão desapareceu - como se, na verdade, alguma vez tivesse existido. Um poema não tem vida própria? Tem. Uma carta de amor não é um coração vivo, que bate e se sente? Claro que sim.

Porém, como fiz das palavras profissão, nunca deixei que me escapassem da mão. Brinquei, joguei com elas, até as enganei - mas jamais permiti que se libertassem, como um filho aos 18 anos, ou que me dessem problemas, como um adolescente tonto. Fui-lhes fiel e leal - e exigi-lhes o mesmo.

Cumpriram. Até agora. Até ao dia em que uma palavra me deixou, a um tempo, carimbado, abalado e quase triste. Reconheço: acarinhado, também. Tudo ao mesmo tempo. A palavra: cancro.”



Livro póstumo de um jornalista de referência. Um relato biográfico onde se traça um retrato do jornalismo em Portugal e do percurso do autor no mesmo.

Não Respire, é uma narrativa emotiva, mas muito realista sobre o processo de descoberta e tratamento do cancro que acabou por vitimar o autor.


Seja o primeiro a comentar este livro