Utilizamos cookies para lhe oferecer um serviço melhor. Continue a navegar ou saiba mais.


Adicionar ao carrinho

16,50 €

Nº na Coleção: 506
Data 1ª Edição: 05/07/2011
Nº de Edição:
ISBN: 978-972-23-4561-3
Nº de Páginas: 304
Dimensões: 150x230mm

Opiniões em Blogues

Adicionar à lista
Adicionado à lista:
Visualizações: 3540
Presente em:
6 listas de recomendações
4 listas de favoritos

 

Partilhar:
.
Lotaria - Todos precisamos de um pouco de esperança
por Patricia Wood (Autor)

Neste seu romance de estreia, Patricia Wood consegue fazer-nos partilhar de forma convincente a visão do mundo de Perry L. Crandall, com o seu QI de 76. Criado por uma avó extraordinária, Perry aprendeu a aceitar-se e a lidar com a vida à sua maneira, mas, acima de tudo, aprendeu a confiar nos seus próprios sentimentos. Essa capacidade virá a revelar-se da maior importância quando, mais tarde, Perry ganha uma avultada quantia de dinheiro na lotaria. Um romance encantador e comovente sobre o poder do amor e da confiança no lado positivo de todas as coisas.Um dos Melhores Livros do Ano do Washington Post Book World.


Comentários:
"Uma narrativa sobre o ser-se diferente e o tratarem-nos de forma diferente!Um impressionante relato que nos chega pela voz de um jovem com alguns problemas cognitivos. Amado e instruído por uma avô astuta (que não esqueceu de mimá-lo e de lhe dar dicas) é com a morte da avó que o nosso jovem vai aplicando os ensinamentos e confiando nos amigos que ela lhe dissera serem de confiança...mas quando o seu bilhete de lotaria é o sorteado, aparecem tantos familiares e a luta por ele é tanta que o nosso jovem Perry passa a tomar as rédeas da sua vida e a ser um homem responsável e de quem se segue as tendências. Um romance arrebatador que nos faz refletir sobre a forma como nos dirigimos aos outros e o legado que deixamos àqueles que amamos."
colocado por Filomena Menezes, em 06/9/2014
Gostou deste comentário? Sim Não
"Marailhoso este livro....
Aqui deixo o link para a minha opinião no blog O tempo entre os meus livroshttp://otempoentreosmeuslivros.blogspot.pt/2011/10/convidada-escolhe-lotaria.html
"
colocado por Teresa Carvalho, em 07/1/2014
Gostou deste comentário? Sim Não

1 de 1 membro gostou do seguinte comentário:

""As palavras são como a cara das pessoas, nem sempre querem dizer o que parecem."
Um romance profundamente sensível e encantador. É um livro rico em amor, confiança e esperança. Recomendo."
colocado por Ângela Coelho, em 27/5/2013
Gostou deste comentário? Sim Não
"Confesso que este livro é uma preciosidade. A história é contada por Perry e é de uma grande ternura. Gostei muito do início da história mais ou menos até meio, mas depois achei sempre a mesma coisa e a maneira de contar a história começou-me a irritar, porque apesar de Perry já ser um adulto conta a história como se fosse uma criança, uma vez que ele tem o QI de 76."
colocado por Paula Ferreira, em 22/5/2013
Gostou deste comentário? Sim Não

1 de 1 membro gostou do seguinte comentário:

""Lotaria" é uma história extraordinária, fabulosa, magnifica de amor e amizade, comovente, sobre um ser humano com uma generosidade sem precedentes, que nos dá uma lição de vida com ensinamentos sem limites, um livro cheio de sentimentos.

Adorei ler este livro e estive praticamente o tempo todo enquanto lia com um sorriso na cara.

A personagem principal chama-se Perry L. Crandall, tem um QI de 76, mais 1 valor acima dos 75 para não ser considerado "deficiente mental", mas antes "lento" como lhe diz a avó uma mulher extraordinária, que o criou com todo o seu amor e saber, e que conseguiu inculcar-lhe princípios e valores, que poucos seres humanos conseguem ter.

Para saberem mais vão ter que ler este livro fantástico, fabuloso que vai ficar na minha memória durante muito tempo.

Fui surpreendida com o final, mas só podia terminar dessa forma, com uma pessoa como Perry.
Recomendo sem reservas.

Opinião em http://destante.blogspot.pt/2012/04/lotaria-de-patricia-wood.html"
colocado por Odete Silva, em 16/4/2012
Gostou deste comentário? Sim Não
Citações
  • «Um romance de estreia maravilhoso... profundamente encantador.» | Washington Post
  • «Um livro absorvente.» | New York Daily News