FECHAR

perm_identity Login
     Ajuda

LIVRO ADICIONADO A LISTA DE DESEJOS

OOPS, TEM QUE FAZER LOGIN PRIMEIRO

LIVRO ADICIONADO
NOVIDADES
PROMOÇÕES
perm_identity AUTORES
Apoio Escolar
Arte
Culinária e Vinhos
Dicionários
Ficção e Literatura
Gestão e Economia
História
Infantis-Juvenis
Lazer
Línguas Estrangeiras
Não Ficção e Ensaio
Pedagogia
Plantas e Animais
Religião, Espiritualidade e Auto-Ajuda
Saúde e Família
recent_actors  COLEÇÕES
library_books  SÉRIES
  PRESENÇA
  MANUSCRITO
  JACARANDÁ
  MARCADOR
library_books AJUDA
CONTACTOS
SAIR




Diário
por Sebastião da Gama , João Reis Ribeiro

   
ver opiniões >    escreva a sua opinião >


18,90€   IVA incluido
          Esgotado

MAIS SOBRE ESTE LIVRO MAIS SOBRE O LIVRO



Este volume inicia a publicação das Obras Completas de Sebastião da Gama, uma colecção que nos traz pela primeira vez na sua íntegra a produção literária do autor. Os volumes que reproduzem a obra já publicada mantêm os prefácios que nela têm constado, os títulos publicados por Sebastião da Gama surgem aqui integrados de acordo com a edição original que o próprio poeta preparou e a edição dos textos inéditos foi sempre sujeita ao confronto com o texto original. Inicia-se esta colecção com o Diário, também ele publicado pela primeira vez em versão completa e em edição anotada. Registo quotidiano das suas experiências enquanto estagiário do Ensino Técnico, revela-nos as duas faces de uma mesma fisionomia espiritual - professor e poeta - e como se integravam na realidade concreta de uma alma singular que punha em tudo a alegria da dádiva pura. É também o testemunho dos seus sinceros propósitos enquanto professor, amplamente efectivados na sua breve actividade docente.




Data de publicação15-02-2011
colecçãoObras Completas de Sebastião da Gama
número na coleção1
Edição1
Número de páginas356
ISBN9789722344944
Dimensões140 * 210
Peso334




Sebastião da Gama
Sebastião da Gama (1924-1952) Poeta português, natural de Vila Nogueira de Azeitão, Setúbal. Concluiu o curso de Filologia Românica na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa em 1947, e ainda nesse ano iniciou a sua actividade de professor, que exerceu em Lisboa, Setúbal e Estremoz. Foi colaborador das revistas Árvore e Távola Redonda. Sebastião da Gama ficou para a história pela sua dimensão humana, nomeadamente no convívio com os alunos, registado nas páginas do seu famoso Diário (iniciado em 1949). Literariamente, não esteve dependente de qualquer escola, afirmando-se pela sua temática (amor à natureza, ao ser humano) e pela candura muito pessoal que caracterizou os seus textos. Atingido pela tuberculose, que causaria a sua morte precoce, passou a residir no Portinho da Arrábida, com a panorâmica serra da Arrábida a alimentar o culto pela paisagem presente na sua obra. Foi, entretanto, instituído, com o seu nome, um Prémio Nacional de Poesia. Estreou-se com Serra Mãe, em 1945. Publicou ainda Loas a Nossa Senhora da Arrábida (1946, em colaboração com Miguel Caleiro), Cabo da Boa Esperança (1947) e Campo Aberto (1951). Após a sua morte, foram editados Pelo Sonho é que Vamos (1953), Diário (1958), Itinerário Paralelo (1967), O Segredo é Amar (1969) e Cartas I (1994).

ver mais






AJUDE OS LEITORES INDECISOS
COM A SUA OPINIÃO!



LIVROS RELACIONADOS LIVROS RELACIONADOS




RECEBA DESCONTOS E NOVIDADES




Siga-nos         

FORMAS DE PAGAMENTO E SEGURANÇA