Utilizamos cookies para lhe oferecer um serviço melhor. Continue a navegar ou saiba mais.


Adicionar ao carrinho

15,11 € 10,57 €

Nº na Coleção: 201
Data 1ª Edição: 01/03/2003
Nº de Edição:
ISBN: 978-972-23-3003-9
Nº de Páginas: 192
Dimensões: 150x230mm

Opiniões em Blogues

Adicionar à lista
Adicionado à lista:
Visualizações: 6783
Presente em:
4 listas de recomendações
1 lista de favoritos

 

Partilhar:
.
De Mãos Dadas com a Perfeição

Um romance que retrata a lenta e sensual descoberta do mundo e da intimidade do outro. Um belo livro que narra a história de uma paixão vivida em paridade, feita de desejo, compreensão e ternura. Uma narrativa atual feita de acasos... Com desenvoltura e humor, Sofia Bragança Buchholz demonstra em De Mãos Dadas com a Perfeição, o seu romance de estreia, uma excecional capacidade de caracterizar as situações e as personagens que nos cativam e servem na perfeição os seus objetivos.


Comentários:
"AMEI!! Espero que haja a segunda parte para sabermos como ficou a história."
colocado por Patrícia Serra, em 18/2/2014
Gostou deste comentário? Sim Não

1 de 1 membro gostou do seguinte comentário:

"Li esta obra em dois momentos de leitura.
À partida, "não tem nada" que leva a que goste tanto dela, como o que se veio a verificar.
A autora tem uma escrita leve, escorreita, linear e "pouco poética".
Isto - para mim que gosto de obras que me "desafiem" em termos linguísticos, que me deêm luta na leitura, que me deixem extasiado em termos poéticos - seria à partida um GRANDE senão para a leitura da obra.

No entanto, a autora trabalhou com mestria, alguns aspectos fundamentais:
Em primeiro lugar, a introdução da obra.
De seguida a forma gradual e progressiva como foi integrando as personagens.
E por fim, sem grandes rebates psicológicos ou filosóficos, foi explorando a individualidade das personagens principais, em simultâneo com o desfecho da situação, ao ponto de ter conseguido tornar esta obra, uma autêntica (para mim) "page turner".

Foi isso que aconteceu comigo.
Fui lendo e lendo, ao ponto de querer sempre ler mais, quase não me apetecer parar, apenas para descobrir como iria ser o desfecho da situação.

No final, ficou um "amargo de boca". Um querer mais.
Tem um desfecho sem fim e eu GOSTO disso!

E assim, sem saber muito bem explicar porquê, pois foge do "tipo de obra" que à partida me atrai, esta foi uma das obras que me deu MUITO prazer ler.
Parabéns à autora!"
colocado por Carlos Lopes, em 02/10/2013
Gostou deste comentário? Sim Não

1 de 1 membro gostou do seguinte comentário:

"Quanto a este livro posso dizer que tem uma escrita bastante simples e fluída, acessível a todos, que nos consegue prender a atenção e nos leva a querer continuar a ler mais um pouco e mais um pouco para saber o que vem a seguir!

A temática é bastante actual, visto que aborda os chamados casamentos de fachada, onde já não existe amor e onde as pessoas estão juntar apenas por aparência, levando as partes a procurar amor noutras pessoas, daí passarem a levar uma vida dupla. Depois outro problema que pode surgir é a gravidez, fruto destas mesmas relações.

Gostei bastante e acho que, para quem gosta deste género, certamente que também irá gostar.
Fiquei com curiosidade para saber o que se seguia, mas o livro depois terminou!
***

É sem dúvida um livro que se lê bastante rápido, com uma escrita simples, mas que nos prende a atenção,pois a cada página queremos saber o que se vai seguir! Para além disso aborda temas bastantes actuais na nossa sociedade, como a ´vida dupla´, no sentido de ter 2 famílias!"
colocado por Catarina Silva, em 15/2/2012
Gostou deste comentário? Sim Não

1 de 1 membro gostou do seguinte comentário:

"Gostei deste livrinho. Uma história que embora de início nos pareça demasiado simplista, vai-se tornando interessante e acaba por nos prender. Lê-se num ápice pois queremos rapidamente saber o seu desfecho!
Um amor transgressor que acaba por nos levar a questionar valores e a pensar de que forma iriamos reagir se passassemos por algo idêntico. Dei por mim a "torcer" pelo amor de Mariana e João mesmo sabendo o mesmo ser "errado"! Mas afinal, no campo do amor e das relações, podemos nós julgar alguém...? O certo e o errado misturam-se ultrapassando uma linha muito ténue... E os sentimentos que esta leitura desperta em nós demonstra isso exactamente!
Aconselho vivamente a leitura deste livro!
"
colocado por Teresa Carvalho, em 15/2/2012
Gostou deste comentário? Sim Não

2 de 2 membros gostaram do seguinte comentário:

""Um ser estranho, um cheiro estranho, um corpo estranho contra o meu...E eu a pedir mais, a querer mais, a querer entrar, a deixar entrar, a fundir-me...". Foi exactamente o que aconteceu comigo ao ler este livro, como se diz primeiro estranha-se depois entranha-se. Ao inicio foi estranho, no entanto, o enredo foi-me envolvendo e só queria ler mais e mais.

Habituada a romances estrangeiros, onde os protagonistas são Aslhey´s, Sarah´s, Bryan´s , Kevin´s ou qualquer outro nome americano/inglês, foi estranho ler um romance onde os protagonistas têm nomes que nos transportam para a nossa realidade. Foi um estranho bom. Fez-me rever a minha adolescência. Não pela historia em si, mas pelo português, por não ser uma tradução mas sim um produto nacional, como as minhas leituras na juventude.

Um romance fugaz e ousado, que descreve o caminho que Mariana, arquitecta, e João, cardiologista, seguiram na descoberta do seu amor e da sua intimidade. E que rápido foi esse caminho. Um amor que nos faz pensar nos nossos valores e nos nossos principios. Poderá o amor, quando escondido e socialmente incorrecto, ser avassalador e alterar o nosso futuro? poderá singrar? Será que o amor por um amante pode conviver diariamente com o amor pela família? E com o próprio orgulho?

Com uma escrita simples e directa Sofia Bragança Bulchhoz faz-nos pensar, ao longo de todo o livro, como queremos que este termine. Faz-nos querer ter um "João" enquanto nos coloca no papel de uma "Mariana" apaixonada e entregue a um amor que, apesar de reciproco, pode não vir a ter futuro. Faz-nos pensar no certo, no correcto socialmente enquanto nos delicia com um amor arrebatador e ousado, e, ao mesmo tempo, carinhoso e romântico.

Conseguimos, ao longo do enredo, criar na nossa mente uma imagem nítida dos protagonistas. Tenho pena que todos os outros personagens sejam tão pouco descritos, por vezes gosto de me perder nas tramas secundárias e como isso favorece toda a imaginação da restante história. Esta história foca-se, ao longo de todo o livro, na relação entre Mariana e João, tornando, por vezes, as descrições dos seus encontros quase esperados, como um "deja vu" do que lemos anteriormente.

No geral, uma boa surpresa. Uma leitura simples e descontraida. Recomendo a sua leitura, especialmente aos adeptos dos romances. Um produto nacional, para leitores exigentes:)
in tertuliasalareira.blogspot.com"
colocado por Ana Rodrigues, em 10/2/2012
Gostou deste comentário? Sim Não