Utilizamos cookies para lhe oferecer um serviço melhor. Continue a navegar ou saiba mais.


Adicionar ao carrinho

14,90 €

Editora: Manuscrito
Data 1ª Edição: 21/07/2016
Nº de Edição:
ISBN: 978-989-88-1854-6
Nº de Páginas: 248
Dimensões: 150x230mm
Adicionar à lista
Adicionado à lista:
Visualizações: 1051
Presente em:
1 lista de favoritos

 

Partilhar:
.
Curral de Moinas - Em busca da cadela perdida

Ora bem, isto o que se passou foi o seguinte... A Fanfa, a cadela de Quim e Zé, desapareceu de Curral de Moinas.

Não se encontra em parte alguma, a desgraçada da cadela. Destroçados, o Zé e o Quim põem-se a caminho por esse Portugal fora, em busca da sua cadela perdida. Montados na sua potente mota, percorrem quilómetros e quilómetros e vivem aventuras em Bragança, Vila Real, Porto, Santarém, Viseu, entre outras cidades…. sempre atrás das pistas da sua Fanfa.

Se virem a Fanfa ao longo deste livro, avisem o Quim e o Zé, se faz favor!

Os autores Henrique Dias e Frederico Pombares, responsáveis pelo sucesso do filme 7 Pecados Rurais, trazem-nos uma história divertida de duas personagens que já fazem parte do imaginário de todos os portugueses. O Zé e o Quim, de Curral de Moinas, vivem mais uma aventura insólita que o vai fazer rir da primeira à última página.


Seja o primeiro a comentar este livro
Citações
  • «Este livro é dedicado a todas as pessoas que têm cães sem chip. Porque um cão com chip a pessoa nunca o perde, que liga-se para os americanos e eles encontram-nos com os satélites. Que um primo nosso, que é sargento em Amarante, contou-nos que até foi assim que eles apanharam o Bin Laden.» | Quim e Zé, Curral de Moinas, Em Busca Da Cadela Perdida
  • «QUIM - E se a Fanfa não estava no Norte, não estava no Algarve e não estava no Alentejo, só podia estar no meio.
    ZÉ - Porque ela para Espanha não ia que não sabe ladrar em espanhol e para o mar também acho difícil, que ela tem medo de peixes-aranha.
    QUIM - De maneiras que puxamos as calças para cima, arregacámos as mangas, ajeitamos os tintins e preparamo-nos para percorrer o que faltava do pais, em busca da cadela perdida.» | Quim e Zé, Curral de Moinas, Em Busca Da Cadela Perdida