Utilizamos cookies para lhe oferecer um serviço melhor. Continue a navegar ou saiba mais.


Adicionar ao carrinho

17,50 €

Editora: Marcador
Data 1ª Edição: 05/05/2016
Nº de Edição:
ISBN: 978-989-75-4166-7
Nº de Páginas: 248
Dimensões: 155x235mm
Adicionar à lista
Adicionado à lista:
Visualizações: 736
Presente em:
1 lista de recomendação

 

Partilhar:
.
Clube de Combate - Ninguém quer morrer sem algumas cicatrizes
por Chuck Palahniuk (Autor)

Clube de Combate é um livro que muda vidas, e que tão depressa nos faz rir à gargalhada como nos dá socos no cérebro.

Com uma linguagem inovadora, cómica e assertiva, o satirista e visionário Chuck Palahniuk fez estremecer o mundo literário - e criou uma legião de seguidores - com a história.

Fala de homens sozinhos e insurretos, frequentadores de grupos de apoio para combate à solidão, que organizam ataques aos grandes bancos e lutas em caves para sentirem qualquer coisa num mundo dormente que os deixou pelo caminho.

Clube de Combate
é um olhar sobre a juventude, sobre o universo masculino e sobre as ansiedades e as insuficiências do chamado Primeiro Mundo.

Mas esta é também a história invulgar de um triângulo amoroso. Uma história que envolve um protagonista sem nome, que sofre de insónia. Envolve também o seu novo amigo, que faz sabonetes a partir de gordura humana. E envolve, por fim, Marta Singer, misteriosa fumadora e derradeira esperança de salvação quando os planos de destruição e caos traçados pelos rapazes começam a ir longe de mais.

Clube de Combate apresenta-se como um livro sobre um submundo de rapazes revoltados com o sistema capitalista. Revoltados com o consumismo compulsivo e com o culto das celebridades que nunca chegariam a ser.

Hoje, é considerado uma obra de culto, tendo sido adaptado ao cinema por David Fincher e interpretado por Brad Pitt e Edward Norton.




Seja o primeiro a comentar este livro
Citações
  • «Esta criação profundamente original levará o leitor mais cínico a sentar-se muito direito e a prestar muita atenção.» | Publishers Weekly
  • «Diabólico, cortante e divertido.» | Washington Post Book Club
  • «Um romance poderoso e brilhante.» | Booklist
  • «Um livro feroz, tenso e fascinante, com um estilo económico e rigorosos e perversos alicerces filosóficos que tanto nos fazem lembrar Albert Camus como J.G. Ballard.» | Dennis Cooper, escritor
  • «Este pedaço de niilismo tem sucesso onde muitos alegados romances transgressores falham. É perigoso por ser tão convincente.» | Kirkus Reviews
  • «Uma fábula noir com fortíssimo impacto. Um talent genuíno.» | Katherine Dunn, escritora